História

DADOS HISTÓRICOS E ESTATÍSTICOS DE OURO VERDE

OURO VERDE, localizado à margem esquerda do Córrego Marrecas, no espigão Peixe-Feio, região esta designada Nova Alta Paulista, foi fundada em 23 de março de 1945, pelo fundador OLAVO RIBEIRO DO VAL, que nesse intuito adquiriu  800  alqueires de terras  na  conhecida   Região  ( Zona da Mata ), na comarca de Lucélia, originando-se o nome de “Ouro Verde”, em virtude das terras serem apropriadas para a cultura do café, o “ouro verde” do Brasil. A princípio tudo foi difícil, pois não havia comunicação de espécie alguma. Como não houvesse via de acesso foram abertas várias picadas que iam ter ao local onde iniciaram as derrubadas de matas e lotearam terras a fim de abrigarem os futuros moradores do povoado. Devido a falta de comunicação tornava-se quase impossível o povoamento do lugar. Para sanar essa dificuldade, abriram estradas ligando o povoado às localidades vizinhas. Começa, então, a progredir o novo núcleo. A 7 de dezembro de 1947, frei Angélico de Roseira celebrava a primeira missa na capela onde hoje se encontra a  Matriz de Ouro Verde. com o desenvolvimento da agricultura, principalmente a lavoura do café teve início o grande surto econômico da povoação. Em face do grande e rápido progresso foi Ouro Verde - elevado à categoria de Distrito de Paz com terras desmembradas do Distrito de Gracianópolis ( Tupi Paulista ), pela Lei nº. 233, de 24 de dezembro de 1948. Foi elevado a Município, na Comarca de Dracena, com sede na vila de igual nome e com Território desmembrado do respectivo distrito e do da sede do Município de Dracena, com uma população aproximada de 800 habitantes. Ouro Verde, foi elevado a Município, pela Lei nº. 2.456, de 30 de dezembro de 1953 e  teve a sua instalação política e administrativa em 1º. de janeiro de 1954. Contava na época com 2.000 habitantes.

Pelo Censo de 2000, do IBGE, Ouro Verde contava com uma população total de 7.146 habitantes, sendo 6.343 na Zona Urbana e 803 na Zona Rural. Do total de habitantes, 3.596, são homens e 3.550 são mulheres. No censo de 2007, foi apurado uma população de 7.668 habitantes, sendo 7.053 na Zona Urbana e 615 na Zona Rural. Do total de habitantes, 3.835 são homens e 3.827 são mulheres. No censo de 2010, foi apurado uma população de 7.800 habitantes, sendo 7.176 na Zona Urbana e 624 na Zona Rural. Do total de habitantes, 3.866 são homens e 3.934 são mulheres.

Sua localização geográfica obedece as seguintes coordenadas: 21º 30’ latitude sul e 51º 43” de longitude W. Gr. O clima, segundo Koppen, classifica-se como tropical, com temperatura média anual de 26,50.C e uma precipitação pluviométrica anual de 1.293mm. Quanto à hidrografia, o município é banhado pelo Rio do Peixe, afluente das margem esquerda do Rio Paraná.

Com uma extensão territorial de 274 km2, diminui para 267km2, ou seja 11.033,50 alqueires, face ao parque da CESP do Rio do Peixe, sua malha viária é servida em sua maioria de estradas vicinais de terra (não pavimentadas). Tendo, segundo o IBGE a altitude de 430 metros e um clima tropical úmido com estação chuvosa no verão e seca no inverno.Seu relevo caracteriza-se como sendo suavemente ondulado, o solo é do tipo arenoso de alta e média fertilidade, favorecendo a prática das atividades agrícolas.

 

O Município faz divisas com os municípios:
- ao norte, Tupi Paulista e Santa Mercedes
- ao sul, Presidente Venceslau
- ao leste, Dracena, e
- ao oeste, Panorama

O Município pertence à comarca de Dracena.