CULTURA – O RESGATE DA CIDADANIA

O CENTRO CULTURAL DE OURO VERDE é um projeto sem similar em toda a região da Nova Alta Paulista, que distingue e engrandece o município de Ouro Verde por dois motivos: o seu alcance sócio-cultural e por ter originado o Projeto Guri. De um lado, propicia que crianças e jovens carentes tenham acesso à arte e forma mão-de-obra altamente especializada, e, de outro lado, despertou o interesse da Secretaria de Estado da Cultura, que hoje mantém 9.300 pequenos músicos integrados ao Projeto Guri, nos 31 pólos culturais existentes em todo o Estado de São Paulo.

A idéia que originou o Projeto Guri surgiu com a criação do Centro Cultural, em dezembro de 1990.. Mais do que permitir o contato de meninos e meninas com a arte, também visava a democratização do acesso aos meios de produção cultural, especialmente a música. O Centro Cultural possui museu histórico, Biblioteca com acervo de 6.000 títulos, auditório para 200 pessoas e 12 salas para aulas de música, onde 568 alunos estão matriculados em 22 cursos instrumentais, que vão desde violão e bateria, até oboé e bombardão.

Estes alunos devem seguir os passos de outros 1.200 já formados pelo Centro Cultural de Ouro Verde – muitos dos quais viraram professores de música, regentes de orquestras e lutiers ( profissionais que fabricam instrumentos musicais na única lutheria de toda a região ). Da seleção destes alunos, foram criados vários grupos musicais, incluindo a orquestra nos moldes de uma sinfônica.

Cinco anos depois de sua inauguração, o Secretário da Cultura do Estado de São Paulo, Dr. Marcos Mendonça conheceu o Centro Cultural e o trabalho desenvolvido em Ouro Verde. Assim, em 1995 nascia o PROJETO GURI, para resgatar a cidadania de crianças e adolescentes pela música.