Meio Ambiente

Vamos todos juntos economizar energia elétrica.

A Prefeitura está empenhada em te ajudar na redução do gasto com energia elétrica. Economizar é preciso.

Por que devemos economizar energia?
A vida é alimentada por energia elétrica. Praticamente tudo ao nosso redor funciona com energia, e a sua economia é importante tanto por motivos financeiros (evitar gastos excessivos e desnecessários) quanto por motivos ambientais, pois a geração de energia depende da exploração de recursos naturais, sendo muito danoso para o meio ambiente gerar tanta energia da forma como fazemos hoje.
Portanto é preciso entender quanto se gasta com cada aparelho eletrônico, e fazendo isso podemos economizar na conta de luz no fim do mês. Para economizar o consumo, o consumidor precisa reduzir e tentar acabar com desperdícios, aproveitando que o mercado nos oferece aparelhos novos que economizam e reduzem o consumo da energia pela metade, como por exemplo as geladeiras, que possuem modelos novos que consomem metade da energia que as geladeiras mais antigas.

Os maiores consumidores de energia
Os principais aparelhos domésticos que consomem mais energia elétrica são: a geladeira, o chuveiro, a tv, o ferro elétrico, a máquina de lavar, ar condicionado e também a iluminação. O uso correto destes aparelhos pode ajudar a economizar energia em casa. Veja como:

Imagem retirada da internet.

Geladeira

  • Coloque-a em um lugar ventilado, longe de lugares quentes, como fogão, forno elétrico e raios solares
  • Evite que a porta permaneça aberta desnecessariamente
  • Reduza o número de vezes em que abre a porta. Coloque ou retire os alimentos de uma só vez
  • Evite colocar alimentos quentes, embalados em papel jornal ou caixa de papelão
  • Degele periodicamente, limpe e mantenha a geladeira em bom estado de conservação
  • Deixe livre a parte traseira. Não utilize a grade para secar roupas, toalhas e tênis. Isto pode prejudicar o seu funcionamento
  • Coloque líquidos em recipientes com tampas
  • Não forre as prateleiras da geladeira. Isto dificulta a circulação de ar
  • Caso se ausentar por muito tempo da residência, esvazie a geladeira e desligue-a
  • A escolha adequada da geladeira para as necessidades da família pode contribuir para uma maior economia, uma vez que o tamanho influência diretamente no consumo de energia
  • Mantenha em perfeito estado a borracha de vedação da porta. Para testar, pegue uma folha de papel e feche a porta da geladeira prendendo a folha. Em seguida puxe a folha, se ela se soltar com facilidade, é sinal de que a borracha deve ser trocada

Chuveiro Elétrico

  • Evite tomar banhos longos e demorados
  • Use a chave na posição verão nas épocas quentes. A posição inverno consome 30% mais energia
  • Feche a torneira quando se ensaboar. Lembre-se que a economia de água é fundamental para a economia de energia
  • Use resistências originais, verificando a potência e a voltagem correta do aparelho. Jamais faça emendas ou adaptações. Esse procedimento aumenta o consumo de energia e causa sérios danos à instalação e ao chuveiro
  • Limpe sempre a saída de água do chuveiro

TV

  • Não deixe a TV ligada sem necessidade. Desligue o aparelho se não tiver ninguém assistindo
  • Evite o hábito de dormir com a TV ligada
  • Use o “timer”para programar o desligamento automático

Ferro Elétrico

  • Acumule uma boa quantidade de roupas passe-as todas de uma vez
  • Use o ferro elétrico na graduação correta de aquecimento para cada tipo de tecido. Comece pelas roupas mais pesadas, desligue o ferro e utilize o calor remanescente para passar as roupas mais leves ou finas
  • Desligue o ferro sempre que precisar interromper o serviço. Se ficar 1 hora ligado diariamente, ele pode acrescentar cerca de 30 kWh na conta de luz no final do mês
  • Depois de terminar de passar as roupas, desligue o ferro e retire-o da tomada para evitar acidentes

Máquina de lavar

  • Utilize a máquina usando os seus níveis máximos de uso. Evite usar quando há uma quantidade pequena de roupas
  • Use a dosagem recomendada de sabão em pó para não precisar repetir o enxague
  • Limpe o filtro da máquina com frequência

Ar-Condicionado

  • Dimensione adequadamente o aparelho para o tamanho do ambiente
  • Evite o frio excessivo, ajustando o termostato para o nível efetivamente necessário
  • Desligue o aparelho quando o ambiente estiver desocupado
  • Mantenha janelas e portas fechadas quando o aparelho estiver funcionando. A circulação de ar externa ao ambiente com ar-condicionado, faz com que ele gaste mais energia
  • Proteja a parte externa do aparelho da incidência do sol, sem bloquear as grades de ventilação
  • Limpe os filtros periodicamente. Os filtros sujos impedem a circulação livre do ar, forçando o aparelho a trabalhar mais. Além de economizar energia, você protege a sua saúde pois filtros sujos jogam poeira e outras partículas para o ambiente
  • Evite instalar o aparelho em áreas que fiquem expostas de maneira contínua ao sol
  • Habitue-se a desligar o condicionador de ar sempre que você tiver que se ausentar do ambiente por tempo prolongado
Imagem retirada da internet.

Lâmpadas e Iluminação

  • Evite acender qualquer lâmpada durante o dia, habituando-se a utilizar melhor a iluminação natural do sol, abrindo bem as janelas, cortinas e persianas
  • Apague as lâmpadas dos cômodos desocupados, salvo aquelas que contribuem para a sua segurança
  • A iluminação deve ser adequada a cada tipo de ambiente. Tanto a falta como o excesso de iluminação prejudicam a visão
  • Pinte tetos e paredes internas com cores claras, aproveitando mais a luz natural (luz do sol) e evitando assim o uso de lâmpadas de maior potência ou por mais tempo
  • Utilize somente lâmpadas de voltagem (Volts) compatível com a voltagem da rede da concessionária de energia elétrica
  • Substitua as lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou leds nos locais que fiquem com as luzes acesas mais de 4 horas por dia.
  • Nos corredores externos utilize sensores de presença que se acenderão somente quando houver circulação de pessoas

Dicas Gerais

  • Outro meio de economizar é optar pelos aparelhos elétricos identificados com o selo da PROCEL(Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica). Produtos que apresentam notas A ou B, possuem uma maior eficácia energética, ou seja, consomem menos energia que as que apontam notas D ou E
  • Reduza o uso de aparelhos elétricos de grande consumo durante o horário de pico, entre as 18h e 21h. O custo de energia é maior do que no resto do dia
  • Quando aparelhos elétricos como computadores, TVs e DVDs ficam em “stand-by”(modo de espera), eles continuam gastando energia. Portanto, desligue-os da tomada
  • Use fios de espessura adequada. Quando fazer as instalações elétricas, consulte sempre um técnico especializado para que ele dimensione os fios e a proteção da instalação elétrica
  • Se possível, instale aquecedores solares. Dê preferência aos sistemas solares para o aquecimento de água. Eles são mais econômicos e ajudam a preservar o meio ambiente
  • Use a opção de economia de energia de seu computador. Quando você não estiver usando o computador, esta opção desliga o monitor após um determinado tempo
  • Desligue acessórios de computador que não estiver utilizando, como exemplo impressoras, caixas de som, e estabilizador
  • Evite usar o forno microondas para aquecer líquidos. Use o fogão para isso

Incorpore algumas dessas dicas na sua rotina diária e reduza o consumo de energia na sua casa ou comércio.

A nossa Prefeitura está empenhada em te orientar a reduzir o consumo de energia elétrica.

 

Nota: Assessoria de Comunicação

Programa Municipal de Conscientização de Queimada Urbana.

Departamento de Agricultura e Meio Ambiente.

Relatório Qualidade do AR (QA)

Projeto: Sensibilizar a população do risco causado pelas queimadas urbanas.

Diagnóstico: Constatou-se necessidade de divulgação de uma campanha educativa de acordo com a Lei Municipal nº 1.676/20011

Proposta:  Divulgação com Banner nos setores municipais como nas unidades de Saúde, Escolas e Comércios. Foram distribuídos folheto pelos Agentes Comunitários de Saúde (A.C.S), foi realizado  no mês de  março   quando as condições climáticas referentes aos meses que virão que se trata de um período de inverno, seco, com poucas ocorrências pluviométricas aonde a tendência é que a umidade relativa do ar fique abaixo da média aceitável.

Ferramenta de Comunicação: Site da Prefeitura Municipal Ouro Verde com criação de espaço virtual para Departamento de Agricultura e Meio Ambiente especifico para o Meio Ambiente.

Execução: A partir do mês de março e nos meses subsequentes que correspondem aos meses de junho, julho, agosto.

Resultados esperados: Os resultados serão obtidos a partir do número de ocorrências que será demonstrado por gráfico mês a mês, mediante esta avaliação busca-se atingir o resultado esperado que é a diminuição de notificações referente a queimada urbana.

Responsável: Mario Alberto e Vitorio Julio Sassi

                                                                                                                                            

                                                                  Ouro Verde, 08 março 2017

Fôlder da campanha.

Campanha Coleta Seletiva de Lixo em Ouro Verde-SP.

O nosso Departamento de Agricultura e Meio Ambiente em parceria com a Secretária de Saúde, realizou a campanha de sensibilização da importância de reciclar e separar o lixo corretamente.

Os nossos agentes comunitários de saúde ficaram encarregados pela entrega dos folhetos informativos.

A coleta seletiva e a reciclagem de lixo têm um papel muito importante para o meio ambiente. Por meio delas, recuperam-se matérias-primas que de outro modo seriam tiradas da natureza. A ameaça de exaustão dos recursos naturais não-renováveis aumenta a necessidade de reaproveitamento dos materiais recicláveis, que são separados na coleta seletiva de lixo.

DIFERENÇA ENTRE COLETA SELETIVA E RECICLAGEM.

Muitas pessoas confundem uma com a outra. A coleta seletiva é um sistema de recolhimento de materiais recicláveis como papéis, plásticos, vidros, metais e orgânicos, previamente separados na fonte geradora e que podem ser reutilizados ou encaminhados para a reciclagem. A reciclagem recupera matérias-primas, evitando que, para a produção de novos produtos, sejam tiradas da natureza.

Tempo de decomposição para alguns materiais.

Existem alguns materiais que não podem ser reciclados e os mais conhecidos são:

  • Papéis não recicláveis: adesivos, etiquetas, fita crepe, papel carbono, fotografias, papel toalha, papel higiênico, papéis e guardanapos engordurados, papéis metalizados, parafinados ou plastificados.
  • Metais não recicláveis: clipes, grampos, esponjas de aço, latas de tintas, latas de combustível e pilhas.
  • Plásticos não recicláveis: cabos de panela, tomadas, isopor, adesivos, espuma, teclados de computador, acrílicos.
  • Vidros não recicláveis: espelhos, cristal, ampolas de medicamentos, cerâmicas e louças, lâmpadas, vidros temperados planos.
Padronização de cores para coletas seletivas.

Faça sua parte separando corretamente o lixo e respeitando os dias de coleta.

 

Nota: Assessoria de Comunicação

Ouro Verde Município Sustentável MS

Etapa MS-2 – Instalação Modelo

Os conceitos de edificação modelo foram implantados na EMEF Profº Nelson de Paulo, Av. Rio de Janeiro Nº 892, Bairro Industrial.

Com o objetivo de divulgar para os alunos e para comunidade, estas atitudes podem ajudar a diminuir o consumo dos recursos naturais e promover a sustentabilidade.

Srª Diretora Valéria DMori Vecchiati Cenerine e interlocutor do projeto Vitorio Júlio Sassi

Esta instituição tem gestão compartilhada com a  E.E. Ferdinando Ienny (ensino Médio), desta forma a divulgação e as ações devem abranger um maior número de educandos.

Logotipo de identificação PMVA de Ouro Verde.

 

Nota: Assessoria de Comunicação.

Ouro Verde passa a contar com novos representantes no Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – CMDMA.

O prefeito Valentim Ferrari reuniu-se com os novos membros do CMDMA para as devidas apresentações e elaboração de novos projetos que já estão em andamento.

O Conselho Municipal de Meio Ambiente tem a função de opinar e assessorar o poder executivo municipal – a Prefeitura, suas secretarias e o órgão ambiental municipal – nas questões relativas ao meio ambiente. Nos assuntos de sua competência, é também um fórum para se tomar decisões, tendo caráter deliberativo, consultivo e normativo. Caberia ao Conselho:

  • propor a política ambiental do município e fiscalizar o seu cumprimento;
  • promover a educação ambiental;
  • propor a criação de normas legais, bem como a adequação e regulamentação de leis, padrões e normas municipais, estaduais e federais;
  • opinar sobre aspectos ambientais de políticas estaduais ou federais que tenham impactos sobre o município;
  • receber e apurar denúncias feitas pela população sobre degradação ambiental, sugerindo à Prefeitura as providências cabíveis.

Grande parte dos problemas que afetam o meio ambiente e a qualidade de vida das pessoas ocorre nos municípios. E a partir deles podem ser empreendidas ações capazes de preveni-los e solucioná-los. Mais do que isso, os municípios são os locais onde se podem buscar caminhos para um desenvolvimento que harmonize o crescimento econômico com o bem-estar da população.

A preocupação com a qualidade ambiental vem crescendo nos municípios brasileiros. Por isso, têm sido criados mecanismos para aumentar a consciência e promover a mudança de hábitos e de comportamentos, e aqui em nossa cidade não é diferente. Cada vez mais a população, juntamente com o Poder Público, tem sido chamada a participar da gestão do meio ambiente.

Membros do CMDMA reunidos com o Prefeito Valentim Ferrari.

O Conselho Municipal de Meio Ambiente é um órgão criado para esse fim. Esse espaço destina-se a colocar em torno da mesma mesa os órgãos públicos, os setores empresariais e políticos e as organizações da sociedade civil no debate e na busca de soluções para o uso dos recursos naturais e para a recuperação dos danos ambientais.

 

Os novos membros do CMDMA em Ouro Verde são:

Representantes do poder executivo

  • 1º Titular – Jovânio Souza Grande
  • 2º Titular – Nilson da Silva
  • 3º Titular – Vitorio Júlio Sassi

Representantes do poder legislativo

  • Carlos Roberto Medeiros
  • Antônio Martins

 

Nota: Assessoria de Comunicação

Campanha de Conscientização de uso da Água em Ouro Verde.

O departamento de Agricultura e Meio Ambiente de nossa cidade em parceria com a Secretária de Saúde realizou entre os dias 19 e 23 de junho a campanha de uso consciente da água e a importância da preservação de nossos lençóis freáticos.

Muitas pessoas não dão muita importância para o consumo consciente de água, porque acham que ela é um recurso inesgotável, podendo ser utilizada à vontade. Essa impressão se dá porque vemos água por todos os lados, seja na chuva, nos rios, lagos, mares, represas, piscinas etc.

Realmente, a maior parte da superfície do nosso planeta, cerca de 70%, é ocupada por água.  Porém, desses 70%, apenas 2,5% é constituído por água doce (esse é o tipo que é tratado e destinado ao nosso consumo), o restante é água salgada.

Se pensarmos em 2,5% de 70%, esse número parece bem baixo, mas esse total seria o suficiente para abastecer toda a população mundial, se não fosse a poluição das águas, a sua distribuição inadequada e, principalmente, o desperdício.

Agente municipal de saúde fazendo entrega de panfleto da campanha.

Cada cidade, cada morador tem que fazer sua parte no uso consciente da água, é por isso que o departamento de Agricultura e Meio Ambiente em parceria com a Secretária de Saúde tem realizado campanhas para o uso correto da água em Ouro Verde.

A entrega do material informativo é realizada de casa em casa pelos agentes municipais de saúde.

 

Nota: Assessoria de Comunicação

Departamento de Agricultura e Meio Ambiente incentiva plantio de árvores na cidade.

O Departamento de Agricultura e Meio Ambiente da cidade de Ouro Verde incentivou a campanha para o plantio de árvores em nossa cidade, através dos alunos da escola municipal EMEF Prof Nelson de Paula.

A professora Sandra Galvão foi uma das encarregadas em acompanhar os alunos até suas casas para que pudessem plantar as mudas de árvores, incentivando a arborização da cidade e a sensibilização de um planeta ais verde.

Nosso Departamento de Agricultura e Meio Ambiente separou algumas razões, entre as inúmeras existentes, para incentivar todos os munícipes a plantar uma árvore.

  • Uma árvore “transpira” até 60 litros de água por dia. Essa água em evaporação vira chuva, ajudando a limpar o ar e a equilibrar os níveis pluviais.

 

  • O solo sem vegetação retém pouca água causando secamento dos lençóis freáticos.

 

  • Árvores produzem sombra, necessárias para os seres humanos e animais, assim como para o crescimento de outras espécies vegetais.

 

Aluno Henrique Senerine e seu avô Celso Vechiato.
  • As plantas realizam fotossíntese, que ajuda a renovar o ar.

 

  • As árvores também funcionam acusticamente absorvendo o som, diminuindo a poluição sonora.

 

  • Elas ajudam a prevenir o solo de erosões da chuva. Uma árvore adulta absorve até 250 litros de água por dia.

 

  • Algumas árvores produzem frutos deliciosos que podem até ser consumidos sem agrotóxico.

 

  • Plantar uma árvore com uma criança é uma forma de diversão consciente e um exercício de cidadania.
Alunos da EMEF Prof Nelson de Paula na casa da aluna Patrícia, acompanhados pela professora Sandra Galvão.
  • As árvores trazem beleza à cidade, nos remetem à natureza e nos colocam mais próximas desse ciclo da vida.

 

  • Além de ser o abrigo dos pássaros, as árvores podem ser um delicioso recanto de fim de tarde para uma leitura e soneca.

 

Você morador de Ouro Verde pode fazer parte dessa campanha, plante uma árvore para que tenhamos não só uma cidade mais um mundo melhor amanhã.

 

Nota: Assessoria de Comunicação.